20 de Septiembre de 2017
Ingresar>> usuario contraseña
Registrarse
Cerrar Ventana
Apicultura do RN perde 60 por ciento das colméias e tem exportação zerada
O Rio Grande do Norte já perdeu 60 por ciento de suas colméias e está com a exportação de mel praticamente zerada. A situação é oposta ao que ocorreu entre 2005 a 2011, quando o estado exportou mais de 1.500 toneladas. A seca que assola o estado tem ...
 
 
Globo Rural 24-05-2013 - O Rio Grande do Norte já perdeu 60 por ciento de suas colméias e está com a exportação de mel praticamente zerada. A situação é oposta ao que ocorreu entre 2005 a 2011, quando o estado exportou mais de 1.500 toneladas. A seca que assola o estado tem prejudicado a produção, no entanto outros fatores também têm impactado.

Em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (22), data em que se comemora o Dia do Apicultor, o professor doutor Lionel Segui Gonçalves, presidente do Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura do RN (Cetapis), classificou a atual crise como o pior da apicultura do RN.

No caso do município de Serra do Mel, a 320 quilômetros de Natal, um dos polos da produção no estado, a perda foi superior a 90 por ciento. O município possuía cinco mil colméias em 2011, reduzidas a menos de 500 atualmente.

O professor explica que as perdas são influenciadas por fatores como o gradual desaparecimento das abelhas pelo uso inadequado de pesticidas, a restrição do mercado, visto que muitos só podem vender dentro do próprio estado, o baixo preço pago ao produtor, além da falta de mecanização, assistência técnica e investimentos no setor.



saiba mais

Sem chuva, até as abelhas deixam o sertão, dizem apicultores do RN
Tipo de agrotóxico suspeito de matar abelhas no mundo é usado no país
Pesticidas agrícolas matam abelhas e prejudicam polinização, diz estudo

O especialista disse que o desaparecimento das abelhas é o maior problema apícora da atualidade e uma uma preocupação mundial. “O grande vilão do sumiço das abelhas são os pesticidas e precisamos combater antes que seja tarde”, afirmou.

Lionel alertou que o uso indiscriminado de pesticidas pode extinguir as abelhas. “O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) está de braços cruzados e a Bayer deve estar rindo à toa”, disse. A Cetapis, instalada na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), fez uma pesquisa que detectou várias dificuldades dos produtores, que impedem o desenvolvimento da atividade. No RN o transporte não é mecanizado, aumentando a agressividade das abelhas.

“A atividade chegou ao fundo do poço, é a maior crise já vista em nosso Estado, mas crise pode ser também uma oportunidade para reerguê-la”, afirmou o deputado estadual Fernando Mineiro, que convocou a audiência.

Mercado
Em tom de denúncia, os produtores se queixaram das restrições que as cooperativas sofrem para comercializar seus produtos fora do RN e com isso são praticamente obrigados a vendê-lo a valores ínfimos, obtendo no máximo R$ 3,20 no quilo de mel, que fracionado pelos revendedores, chega a custar até quatro vezes mais no mercado. Para sobreviver, alguns admitem que recorreram à clandestinidade para vender sua produção a melhores preços.

“Só podemos vender dentro do Estado, do que adianta produzir e não poder vender? É preciso este alerta para que daqui a dez anos a apicultura não fique como o algodão, extinta. Se tivéssemos vendido nosso mel bem vendido na safra anterior, teríamos saldo hoje para enfrentar esta situação caótica”, disse uma das produtoras, representando Apodi, a 328 quilômetros de Natal, onde 500 famílias sobrevivem da atividade.

O programa RN Sustentável prevê a destinação de R$ 11 milhões para serem utilizados em quatro anos, mas os recursos ainda não foram liberados. Em contradição, os cooperados não dispõem de R$ 15 mil para o básico, como a compra de máquinas e a contratação de marceneiro pra fabricar as colméias.

“Aqui tem gente que sabe fazer, tem parceiros, tem técnicos. Mas falta a ação do governo e destinação de recursos, temos que trabalhar para estes recursos chegarem na ponta”, disse Fernando Mineiro.
 

188 Noticias clasificadas
lunes 4 de junio
Noticias
 

Reducen aranceles
Consultar en: Página 12, El Cronista Comercial, El Cronista Comercial, BAE, La Nación, La Razón -, El Cronista Comercial, Conclusión, Jujuy on line, Iprofesional, El Litoral, San Lorenzo 24, La Voz del Interior, Punto Biz, Clarín, Ambito Financiero, Ambito Financiero,

Aseguran que el consumo de carne vacuna creció en los últimos meses
Consultar en: Los Andes, Telam, Democracia,

Macri llega hoy para inaugurar una planta de acopio de cereales
Consultar en: La Voz de Chaco, Norte, El Libertador,
Noticias
agricultura
25
agricultura
algodón
1
algodón
general
8
general
olivicultura
4
olivicultura
Noticias
Chaco
3
Chaco
Corrientes
15
Corrientes
Entre Ríos
5
Entre Ríos
La Paz
1
La Paz
Noticias
Epoca
2
Epoca
Norte
1
Norte
El Día
1
El Día
El Diario
1
El Diario
Noticias
Zulema Usach
(Los Andes)

1
Roberto Garrone
(Revista Puerto)

1
Sebastian Abrevaya
(Página 12)

1
Claudio Leiva
(Diario de Cuyo)

1
Noticias
Ultima edición (Actualiza los lunes)
Comentario Diario Precios de Cierre